Produtos Naturais / Suplementos Naturais

Portes de correio Grátis. Pedidos de Valor Superior a 30 Euros. Para Portugal.
Envio Gratuito. Para los pedidos superiores a 50 Euros. Para España.
Oferta de 5% na próxima encomenda. Recebe o cupão via email, após pagamento.
21 8223546 96 0489987
Use o cupão ESI10 DESCONTO EXTRA DE MAIS 10% NA MARCA ESI Até dia 31 de Agosto!

Como dormir melhor - Durma bem, pela sua beleza!

Pesquisadores suecos provaram cientificamente que existe uma estreita relação entre sono e a sua aparência física.

Num estudo publicado 15 dez 2010 no British Medical Journal, John Axelsson e a sua equipe do Instituto Karolinska, em Estocolmo concluíram que as pessoas que não têm sono parecem estar em pior estado de saúde e são fisicamente menos atraentes do que aqueles que dormem bem e têm horas suficientes de sono.

"O sono é um tratamento de beleza natural”, disse J. Axelsson. “É provavelmente mais eficaz do que qualquer tratamento que pode fazer ao seu corpo"

A conclusão do estudo foi, mostrando a um grupo de pessoas imagens aleatórias e depois pedindo-lhes que votassem numa escala de 1 a 100 as condições de saúde, beleza física e nível de fadiga, das pessoas após dormirem oito horas de sono e após 31 horas de sono.

Outras pesquisas recentes chegaram à conclusão de que a privação do sono pode aumentar o risco da doença de Alzheimer, depressão e excesso de peso. Mas, na verdade, parece que o risco de contrair qualquer doença aumenta substancialmente quando dormimos muito pouco, o sistema imunológico é severamente prejudicado.

A falta de sono provoca os mesmos efeitos que o envelhecimento tanto físicamente como mentalmente.
Se olhar para o espelho depois de uma festa, ou após uma noite agitada, seu rosto é muito semelhante ao que será ... daqui a dez anos.

Da mesma forma, é muito mais difícil lembrar-se onde colocou as suas chaves quando dormiu menos de cinco horas. É mais provável que tropece em objectos, lembrar-se de uma tarefa, lembrar-se de algumas palavras ou repetir algo que acabou de dizer.
Como os seus avós, que às vezes tendem a esquecer-se que já lhe contaram a mesma história, vezes sem conta.

Tudo isto, obviamente, é para adverti-lo que deve dormir melhor. Sim, mas como?
Se é um dos que faz parte dos 40% da população que tem dificuldade para adormecer e / ou manter o sono, sabe que a solução não é óbvia. No entanto, deve dormir bem todas as noites entre seis e oito horas.

Pílulas para dormir!

Se sofre de insónia, pode ser tentador arranjar uma solução imediata através de “drogas”. Mas a longo prazo, as pílulas para dormir são susceptíveis de agravar os seus problemas de sono.

Além disso, se aquilo que pretende é dormir melhor, certo? Para se sentir melhor no dia seguinte, menos cansado, mais alerta mentalmente e para ter um aspecto melhor.

No entanto, nenhum destes efeitos será alcançado com sedativos químicos: todos causam o efeito oposto, isto é, causam um maior risco de inactivação, sono e fadiga geral. Estes medicamentos são impressionantes, foi mesmo estabelecido que o sono provocado por soníferos, são geralmente muito agitados, trazem pesadelos e com bastante frequência causam despertares intercalados.

11 Dicas para dormir melhor

Ao comparar o conselho dado por vários guias para dormir melhor, existem 11 dicas importantes encontradas no discurso da maioria dos especialistas:

1. Dormir na escuridão total, ou o mais escuro possível. Quando a luz atinge os olhos, interrompe a produção de serotonina e melatonina (a harmona do sono), interrompendo o ritmo circadiano da glândula pineal (que controla o relógio do seu corpo). Se tem que se levantar à noite para ir ao banheiro, tento não ligar a luz, sendo isto um pouco arriscado, é melhor colocar na sua casa de banho uma luz de presença.

2. TV antes de dormir, nunca. Melhor ainda, sem não tiver TV no quarto, ou melhor ainda, sem TV em casa! (sendo isto praticamente impossível, para a maioria de nós).
A TV excita o cérebro, também interrompe a glândula pineal, pelas mesmas razões. Acima de tudo, a televisão e a Internet fazem facilmente com que vá para a cama, uma hora ou duas mais tarde do que deveria.

3. Para os mais friorentos é muito útil usar meias na cama. Os pés são frequentemente a primeira parte do nosso corpo a arrefecer e quando se tem muito frio, instintivamente começa a mexer-se muito para se manter aquecido e existe o risco de acordar, diminuindo a qualidade do seu sono. Um estudo descobriu que ter os pés quentes aumenta a qualidade do sono. Existe o exemplo de pessoas, que não conseguem dormir com os pés frios ou que se conseguem adormecer após estes aquecerem.

4. Dormir numa atmosfera temperada, e não a mais quente do que 18 ° C. Muitas casas são demasiado quentes ou aquecidas ou demasiado frias e húmidas.

5. Retire tudo o que seja eléctrico, perto da sua cama. Como por exemplo, relógios digitais e despertadores. O ruído e o piscar LED pode ser irritante. E olhar para os números do seu despertador (2:00, 3:15, 4 horas...) só pode contribuir para a sua ansiedade.

6. Reserve única e exclusivamente sua cama para dormir. Se está acostumado a ver televisão ou trabalhar na cama, pode aumentar suas dificuldades para relaxar e adormecer. Portanto, evite essas actividades na sua cama.

7. Considere dormir sozinho. Estudos recentes (e de experiência de muitas gerações!) Indicam que para muitas pessoas, dividir sua cama com alguém pode interromper o sono de forma significativa, especialmente se a outra pessoa tem sono agitado, levanta-se de noite ou se roncar. Dr Neil Stanley, especialista em sono da Universidade de Surrey (Inglaterra), sugere fortemente quartos separados ou se não for possível, pelo menos camas separadas.
Lembrando que o hábito de dormir a dois no mesmo quarto só mudou, a partir da revolução industrial, quando as pessoas se mudavam para as cidades e onde os espaços eram caros. Na época romana, o leito conjugal não era usado para dormir, mas para... (penso que não será necessário explicar).

8. Fazer exercício físico regular. Um estudo realizado pela Faculdade de Medicina de Stanford concluiu que, após um programa de 16 semanas de exercício moderado, sujeitos do estudo dormiam, em média, 15 minutos mais cedo e mais 45 minutos. No entanto, não deve ser feito antes de se deitar, porque vai sentir-se energético e isso irá mantê-lo acordado.

9. Não comer doces antes de dormir. Não só pode causar nervosismo, mas também pode causar hipoglicemia após algumas horas, fazendo com que acorde. No entanto, ingerir uma refeição de comida leve e saudável antes de se deitar irá ajudar a produzir a melatonina (hormona do sono). Os chás de ervas relaxantes ou calmantes (sem adicionar açúcar), também são uma boa opção.

10. Deite-se todos os dias sempre à mesma hora.

11. Finalmente, para ir além de uma gestão simples de bom senso, e oferecendo uma nova solução que parece ser realmente eficaz se todos os pontos acima não o ajudarem a dormir, o melhor, será considerar uma terapia cognitivo-comportamental (TCC).

Se ainda assim não dormir melhor, tente um produto natural, produzido com ervas usadas pelos nossos avós para um sono reparador, sem efeitos colaterais:

À sua saúde
Texto original: Jean-Marc Dupuis - Tradução e adaptação do texto: Maria Gomes