Produtos Naturais / Suplementos Naturais

Portes de correio Grátis. Pedidos de Valor Superior a 30 Euros. Para Portugal.
Envio Gratuito. Para los pedidos superiores a 50 Euros. Para España.
Oferta de 5% na próxima encomenda. Recebe o cupão via email, após pagamento.
21 8223546 96 0489987
Use o cupão AGO08 DESCONTO DE 8% EM TODAS AS MARCAS! Beneficie deste desconto na sua compra até dia 18 de Agosto!

Pele envelhecida.

Cuidados a ter no tratamento da pele envelhecida e como evitar o envelhecimento prematuro da pele. Rejuvenescimento da pele.

O envelhecimento cutâneo é um fenómeno geneticamente programado, a que não se pode escapar, mas que certos factores podem acelerar (factores climáticos adversos, poluição, tabaco, ingestão exagerada de álcool, stress, doenças, desequilíbrios alimentares, etc.), enquanto que outros o podem retardar, como por exemplo o uso regular e judicioso de produtos cosméticos, especialmente, contendo protectores solares, extractos de plantas com constituintes dotados de acção nutritiva, anti-radicalar ou com constituintes hidratantes.

No envelhecimento cutâneo prematuro tem um papel importante a presença dos radicais livres, em particular, quando os mecanismos celulares de defesa estão diminuídos. Se bem que nem todos os radicais livres tenham a mesma actividade, a sua presença pode ser diminuída à custa de substâncias cuja estrutura tem anéis aromáticos (flavonóides, proantocianidinas, etc.). A pele envelhece por todos os processos vitais se atenuarem, como a diminuição da actividade enzimática, o aumento dos radicais livres, as modificações do metabolismo e as alterações nas diferentes estruturas da pele e nos seus anexos cutâneos.

A nível da epiderme a camada basal germinativa desorganiza-se, tornando-se a epiderme fina por diminuição das mitoses e, por isso, do número de camadas de células. A camada cómea toma-se lamelar, destacando-se facilmente. O manto hidrolipídico diminui, normalmente, com menor quantidade de lípidos e o cemento intercelular tem menor teor em ceramidas. I A junção dermo-epidérmica achata-se, pelo que há menor acesso de substâncias nutritivas. Há uma diminuição do número de células de langerhans, o que origina um decréscimo nas defesas imunitárias da pele.

Este tipo de pele caracteriza-se por:

  • Na derme há, também, modificações importantes. As fibras de colagénio insolubilizam-se com a idade, tornando-se rígidas e compactas, perdendo o seu paralelismo e a sua orientação. As fibras elásticas alteram-se com o aumento do teor em lípidos e de cálcio, engrossam, perdem a elasticidade e juntam-se em aglomerados amarelados, visíveis através da epiderme. O próprio tecido conjuntivo fica mais rígido, havendo diminuição dos glicoaminoglicanos (constituintes dos proteoglicanos), que provocam a perda da tonicidade mecânica.
  • Os vasos sanguíneos são visíveis por transparência e são mais frágeis. Nas pessoas idosas os vasos da pele deixam sair glóbulos vermelhos, que passadas algumas semanas se destroem; deixando uma mancha acastanhada que corresponde a um depósito de ferro na derme.
  • A nível pigmentar há uma diminuição dos melanócitos, o que provoca o aparecimento de manchas hipopigmentadas ou acrómicas. Por vezes, existe um aumento incontrolado da síntese da melanina em certos melanócitos, o que origina o aparecimento de manchas hiperpigmentadas, chamadas manchas senis.
  • As glândulas sebáceas diminuem a actividade, mas, por vezes, pode aparecer uma hiperplasia dessas glândulas. Já o número das glândulas sudoríparas écrinas diminui, o que perturba a homeotermia. As unhas perdem a transparência e muitas vezes apresentam estrias longitudinais. Os folículos capilares diminuem a sua actividade. Dá-se a queda do cabelo e o aparecimento de pêlos brancos. Nas sobrancelhas os pêlos engrossam, podendo aparecer pêlos anárquicos nas orelhas e nas narinas dos homens, e a nível dos lábios e face nas mulheres.
  • O exame visual mostra uma pele pálida, amarelada e bacenta, com "grão" de pele irregular, por vezes, poros dilatados, comedões, quistos sebáceos. Pregas profundas em losangos (pele romboédrica) a nível do pescoço, rugas numerosas e profundas e um sistema piloso anárquico são outras características deste tipo de pele.
  • No exame à palpação, a pele é áspera, flácida, atrófica (delgada) e fibrosa.

Cuidados a ter no tratamento da pele envelhecida:

  1. Usar cosméticos contendo extractos de plantas com inibidores de radicais livres.
  2. Empregar cosméticos com proteínas vegetais e com extractos ricos em isoflavonas (moléculas com acção estrogénica).
  3. Usar cosméticos contendo extractos vegetais com teores elevados em insaponificável e glicéridos com ácidos gordos essenciais capazes de restaurarem a barreira epidérmica.
  4. Empregar cosméticos contendo extractos cujos constituintes sejam estimulantes celulares e que activem a microcirculação.
  5. Usar cosméticos com protectores solares, de preferência naturais.

Podemos evitar o envelhecimento prematuro da pele.

Podemos evitar o envelhecimento prematuro da pele através de uma dieta equilibrada e rica em antioxidantes e vitaminas, evitar o fumo do tabaco, usar protector solar e usar cremes ou loções naturais adequadas ao nosso tipo de pele. Mesmo uma pele já envelhecida pode rejuvenescer através dos cuidados descritos acima.