Produtos naturais / Suplementos Alimentares

Portes de correio Grátis. Pedidos de Valor Superior a 30 Euros. Para Portugal.
Envio Gratuito.. Para los pedidos superiores a 50 Euros. Para España.
21 8223546 96 0489987

O Ginkgo Biloba.

Ginkgo Biloba

Família das Ginkgoáceas.

Habitat e distribuição.

O Ginkgo Biloba é uma árvore sagrada no oriente, originária da China, Japão e Coreia, é cultivada em diversos paises (China, França e Sudoeste dos Estados Unidos da América.

Partes utilizadas.

Folhas

Constituintes.

Ginkgólidos A, B, C, J e M, compostos com 3 ciclos lactónicos e um núcleo tetrafurânico com radoca butilo, o que origina uma cavidade de alta densidade electrónica captadora de iões. Substâncias polifenólicas e bifavonóides (0,9 e 3,7%) (bilobetol e seu derivado metoxilado, ginkgetol, derivados de quercetol e campferol); proantocianidinas; glícidos, ácidos gordos, fitosteróis e sesquiterpenos. A F.P VII indica como teor mínimo em heterósidos flavonóides 0,5% em relação ao fármaco seco.

Farmacologia e actividade biológica.

O Ginkgo Biloba aumenta a resistência dos capilares e a oxigenação dos tecidos, previne a proxidação lipídica causada pelos redicais livres, evitando a perda de memória e a decadência das funções cognitivas. Aumenta a resistência e diminui a permeabilidade vascular. Acção vasodilatadora periférica, e inibidora da agregação plaquetária.

Usos etnomédicos e médicos.

Em casos de diminuição do rendimento intelectual. Perda de memória, zumbidos dores de cabeça e ansiedade devido a insuficiência vascular cerebal dos idosos. Claudicação intermitente. Demencia senil e tipo Alzheimer. Prevenção da arteriosclerose e da formação de trombos. ùtil em cardiopatias isquémicas e na diebetes mellitus nomeadamente nas complicações vasculares.

Principais indicações.

O ginkgo biloba é indicado nos sintomas ligados à insuficiência vascular cerebral ou periférica. Vertigens, acufenos, perturbações de memória, claudicação intermitente.

Usos aprovados pela comissão E.

Para o extracto titulado: em alterações das funções cerebrais de que resultam vertigens e dores de cabeça. Para aumentar a memória; na doença oclusiva arterial periférica.

Contra-indicações.

Hipersensibilidade individual aos componentes do ginkgo biloba. Interacção com terapêutica antiagregante plaquetária. Gravidez e aleitação.

Efeitos secundários e toxidicidade.

Em doentes com Hipersensibilidade podem aparecer dermatites, cefaleias e problemas gastointestinais leves.

Observações.

Os tratamentos, em média, serão de 6 a 8 semanas, com períodos de descanço de 4 semanas. Na medicina Chinesa, a dose diária é de 3 a 6g de folhas em infusão. A polpa do fruto por contacto ou ingestão pode originar reacções alérgicas.

Formas de administração e posologia.

Uso interno
Infusão: uma colher de sobremesa por chávena, 2 chávenas por dia, após as refeições.
Extracto seco (5:1), titulado a 24% de heterósidos flavónicos e a 6% de lactonas terpénicas: 0,3 a 1g por dia.

Bibliografia
Plantas e produtos Vegetais em Fitoterapia
Autores: Prof. Doutor A. Proença da Cunha, Dra Alda Pereira da Silva e Dra Odete Rodrigues Roque.
Editora: Fundação Calouste Gulbenkian.